RELACIONAMENTOS

BAIXA AUTOESTIMA, INSEGURANÇA, CIÚMES, INFIDELIDADE, DEPENDÊNCIA AFETIVA, TERMINO.

Primeiramente, entenda a diferença entre trabalhar "relacionamentos” em psicoterapia e “terapia de casal”.  Quando a pessoa vai ao psicólogo para trabalhar “relações” a terapia é feita de forma individual e será explorado questões próprias do cliente.  E na terapia de casal, é o casal que vai ao consultório e lá irão trabalhar juntos, questões referentes a relação.

Trocando em miúdos, existem problemas, que só florescem na presença de uma segunda pessoa. Nesses casos, sempre é interessante ter cautela, pois é justamente nessas horas que as pessoas acabam se refugiado em relações complicadas e toxicas.

A terapia pode atuar em 3 situações: Antes de se relacionar, durante a relação e no término.

Em terapia é possível analisar onde suas experiências anteriores estão fazendo com que você se relacione com os outros de forma fragmentada e incompleta. Como você pode se libertar de relacionamentos destrutivos do passado e encontrar novas maneiras de interagir com outras pessoas que o façam sentir-se melhor consigo mesmo e com sua vida.

Lembrando que, as dificuldades para se relacionar aparecem não somente nas relações amorosas, mas também na família, no ambiente de trabalho, na faculdade... E criam dificuldades interpessoais gerando verdadeiros bloqueios no cotidiano.

E o melhor é dar uma pausa e cuidar de si. Você identificou algum ponto na sua relação? Procure uma ajuda profissional!