TERAPIA DE CASAL

 

 

Os casais devem procurar terapia muito antes de acharem que "precisam". A maioria dos problemas na relação do casal começam pequenos e crescem quando não são resolvidos e em terapia, o casal terá um espaço seguro para falar sobre assuntos sensíveis, onde as partes precisam se sentir ouvidas e respeitadas. 


A terapia pode ser indicada em dois momentos: o primeiro de forma preventiva com o intuito do casal conhecer melhor sua dinâmica conjugal contribuindo para a qualidade do relacionamento. A segunda maneira é indicada quando o casal não consegue mais resolver os conflitos sozinhos, sendo a terapia um recurso que poderá ajudar a encontrar as respostas para as angústias e dúvidas relacionadas à vida conjugal.

 

O trabalho terapêutico irá possibilitar a recontextualização das situações vivenciadas em casal. Sendo parte de uma relação disfuncional (com conflitos), é possível que não se tenha percepção do quanto a relação  depende da ação de ambos para que o casamento se ajuste e o casal possa reconstruir a vida.​​

 

DUVIDAS...

Não somos casados, podemos ir para terapia de casal?

Discutimos por tudo, a terapia ajuda a melhorar esse quadro?

Não conversamos mais, podemos entrar em terapia?

Trai, mas quero reconstruir minha relação, a terapia ajuda?

Não temos intimidade nem física nem emocional, é possível melhorar isso?

As relações homoafetivas podem ser beneficiadas com a terapia de casal?


A terapia de casais é uma terapia de relacionamento. Todos os casais enfrentam desafios e os parceiros precisam de apoio para lidar com esses desafios de maneira saudável e eficaz. Trabalhar as habilidades de comunicação e examinar as áreas de conflito para que cada parceiro seja capaz de refletir sobre decisões sobre o que é e não está funcionando para eles dentro do relacionamento.

Ao poder ouvir o outro dentro de um processo de terapia de casal, o casal começa a refletir e buscar soluções conjuntas, envolvendo diálogo, afeto, tolerância e ações efetivas para recuperação do casamento. Essas ações dependerão das duas partes envolvidas e não somente de um dos parceiros.

Em alguns casos, um dos cônjuges pode ser direcionado para a terapia individual, assim como pode haver a necessidade do envolvimento da família, sendo indicada a terapia de família.

© 2020 Desenvolvido por Marianne Brandão